sexta-feira, 21 de junho de 2013 @ postado por Marina Maciel


Marina Maciel – publicado no site Planeta Sustentável e no site da revista Superinteressante

Depois do sucesso do High Line, um parque construído sobre os trilhos abandonados de uma antiga ferrovia elevada de Nova York – um dos maiores exemplos mundiais de revitalização urbana! –, moradores da cidade querem reintegrar outros espaços esquecidos ao espaço público da cidade. Entre eles, uma proposta ousada: transformar uma antiga estação de metrô no primeiro parque subterrâneo do mundo.

Em homenagem ao parque suspenso, o projeto foi batizado de Low Line*. A ideia é que a estação abandonada de Williamsburg se torne um lugar de lazer, descanso e de atividades culturais para todos os cidadãos. E mais: quando ficar pronto, pode ser exemplo mundial de urbanismo sustentável.


É assim que a estação de Williamsburg está hoje. Um desperdício de espaço, não?

Isso porque o projeto prevê a implantação de placas de energia solar e um sistema no qual espelhos e cabos de fibra óptica levam luz natural para debaixo da terra, o que tornaria possível o cultivo de plantas. Daria até para fazer uma horta comunitária!

O grupo de nova-iorquinos que criou o projeto espera que os fundos venham de uma combinação de crowdfunding (o projeto conseguiu financiamento de U$ 155 mil pelo site Kickstarter) e incentivo público. Além disso, o aluguel de lojas – são pouquíssimas na verdade, já que a ideia não é transformar o espaço em shopping – dentro do parque ajudaria a bancar os gastos.

A justificativa do grupo para criar um parque subterrâneo é que Nova York não tem muito espaço disponível para novos parques, então os cidadãos devem olhar para lugares mais inusitados. Aproveite a deixa e use a criatividade para beneficiar a sua cidade: consegue pensar em algum espaço abandonado do seu bairro que poderia ser revitalizado?

Fotos: The Low Line/Divulgação

*Low Line

Leia também:
Jardim suspenso
NY mais saudável
Caminho suave na selva de pedra
A cidade é nosso meio ambiente


0







Nenhum comentário