quinta-feira, 09 de janeiro de 2014 @ postado por Marina Maciel

rainforest-connection

Marina Maciel – publicado no site do Planeta Sustentável, no site da revista Superinteressante e no site da revista National Geographic Brasil

Além de levar a extinções em massa em todo o mundo, a destruição das florestas tropicais é uma das principais causas das mudanças climáticas, como enfatiza o PNUMA - Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, no relatório Panorama Ambiental Global. Pior: a exploração madeireira ilegal é responsável por 50-90% do volume de atividades florestais em países tropicais produtores, como estima a Interpol, organização internacional que ajuda na cooperação de polícias de diferentes países. Até mesmo as empresas que exploram madeira de forma sustentável estão à míngua, porque não conseguem competir com os desmatadores ilegais. Ou seja, o problema é muito grave e exige ações de combate constantes.

Unindo smartphones descartados, células solares, rede de dados e internet, o projeto sem fins lucrativos Rainforest Connection* promete uma solução interessante para o problema: a primeira plataforma a gerar dados em tempo real sobre desmatamento nessas regiões. Parece genial, não?

Para o sistema funcionar, é necessário acoplar smartphones a placas de energia solar, que irão recarregá-lo. Esse conjunto é colocado em uma caixa à prova d’água e instalado em uma árvore. Com um detalhe bem bacana: os idealizadores do projeto contam que não são usados aparelhos novos porque, só nos EUA, 150 milhões de celulares são descartados anualmente e reaproveitá-los é simples, barato e funciona.

Mas como dá para saber que uma árvore foi derrubada na floresta? É aí que entra a inventividade dos criadores: os smartphones rodam um aplicativo especial, que detecta um tipo de som: o de motosserra. Ao ouvi-lo, instantaneamente, o aparelho dispara um alerta por meio da rede de telefone celular – que existe na Amazônia, por exemplo – e os usuários do site recebem o aviso de desmatamento e podem alertar a polícia florestal.

Por enquanto, o projeto está em fase de testes na Sumatra. Mas, se tudo ocorrer conforme planejam seus inventores, a Rainforest Connection fará uma grande mobilização de coleta e reciclagem smartphones usados para, depois, implantar o projeto em outras regiões da Indonésia e da América do Sul. O plano é contar com doações e, ainda, com o apoio das comunidades locais.

Assista ao vídeo de divulgação do projeto, abaixo:

*Rainforest Connection

Leia também:
WRI lança “radar” do desmatamento mundial
Mapa interativo revela desmatamento global, de 2000 a 2012
Quando a lei é para poucos
A tecnologia contra o desmatamento


0







Nenhum comentário